John Richard no CASE 2018: Inovação & Tecnologia.

Todas as Publicações

O #WorkspacesbyJohnRichard, em sua 2ª participação no CASE 2018 foi  a soma de ambientes de trabalho e espaços de reunião, networking e convivência mobiliados com a solução de aluguel de móveis da John Richard. O espaço também ofereceu quatro trilhas de conteúdo para os participantes do mais importante evento para startups da América Latina. A seguir, você confere as palestras e os destaques da trilha Inovação & Tecnologia.

Com maior número de palestras entre as quatro, Inovação & Tecnologia foi a trilha que reuniu mais público a cada assunto. De olho no futuro, duas palestras focaram em 2020, “Segurança e cibersegurança: os riscos para 2020”, de Jeferson D’AddarioDARYUS – e “7 dicas de como planejar sua TI para 2020”, de Fabio VarricchioSensr.IT. D’Addario mostrou exemplos atuais, que mesmo parecendo futurísticos, revelavam a necessidade de atenção à segurança da informação e cibersegurança. Um dos que mais chamou a atenção do público foi um roubo de carteira de bitcoin à mão armada. Já Varricchio pontuou a relevância de uma plataforma de gestão e governança em TI e automação para otimização e eficiência.

O tema transformação digital também foi abordado na trilha. Luciano PasqualiniVivo – falou sobre “Transformação digital e as Leis de Proteção de Dados” e Helio Cordeiro – DARYUS – sobre “Proteção de dados e privacidade na era da transformação digital, agilidade e inovação”. Ambos abordaram GDPR (General Data Protection Regulation), que é o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados da União Europeia, mas com desdobramentos distintos. Luciano levou dados de mercado que reforçavam o tema, a necessidade de transformar sistemas, o valor dos dados e o universo hacking. Enquanto Helio focou mais em proteção e as linhas tênues da privacidade de informações, que demandam empresas responsáveis sobre dados.

Entrando no universo mais técnico, Marcelo Pudell – DARYUS – levou “Um novo approach de HaaS” ao Workspaces by John Richard no CASE 2018. Em uma linha similar, Lucas AlmeidaNexxto – abordou “Ambientes corporativos mais produtivos com IoT”. Lucas apresentou a importância da gestão climática para a atmosfera do escritório e para a produtividade dos colaboradores, mostrando como ter um ambiente termicamente produtivo com suporte de Internet das Coisas.

Saindo do tangível para a inovação no plano das ideias, Victor Mirshawka –  Pense Melhor – usou a “Inovação de bolso” que são os smartphones para propor reflexões sobre como evoluímos e como nos tornamos dependentes da tecnologia, incentivando assim o público a pensar criticamente sua posição de criador e usuário. Outro palestrante que ressaltou o pensar no contexto da inovação foi o Bruno Negretti, que expôs a “Gestão do conhecimento e inovação” sob aspectos práticos e diferentes abordagens.

Fernando DidziakasBuildings – compartilhou sua experiência sobre “Big Data no mercado Imobiliário”, pontuando a rápida evolução das informações e a necessidade constante de repensar formatos e gestão de dados. Encerrando as palestras desta, Carlos Lira apresentou “Sistema de gestão e indústria 4.0 com realidade aumentada”.

Em meio a riqueza de informações e na atmosfera de avanços da trilha, as necessidades de flexibilidade e agilidade dos negócios voltados à tecnologia e inovação ficaram ainda mais evidentes. Nestes cenários, mudanças precisam acontecer na mesma aceleração que as novidades e transformações, demandando uma estrutura de escritório similar ao ambiente criado ao lado da área das palestras: flexível e orientado às demandas do momento.  

Para conferir as demais trilhas, escolha e clique:

 

Last modified: 11 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =