Alugar x comprar: custos ocultos da posse do mobiliário.

Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (1 Avaliações, Média: 5,00 de 5)
Loading...

Para que você entenda em detalhes como funciona o FaaS – Furniture as a Service -, comparamos o aluguel de móveis e a compra. Dessa forma, é fácil entender como o mobiliário como serviço oferece flexibilidade e velocidade para necessidades corporativas, sendo uma solução ideal para uma Gestão de Espaços estratégica e eficiente.

Custos ocultos da posse do mobiliário: risco financeiro.

Adquirir ativos envolve alto aporte. Além disso, quando a empresa investe um capital significativo em ativos fixos, assume riscos de ineficiência, obsolescência e desuso. Como os bens fixos são rígidos, torna-se mais complexo acompanhar as transformações do negócio. Na prática, a compra de mesas e cadeiras imobiliza capital em itens que podem ser insuficientes para atender aumento de demanda, exigindo nova compra. Na outra ponta da corda, a demanda pode ser reduzida, fazendo com que os móveis sejam desnecessários e criando questões de armazenamento e capital, literalmente, subutilizado.

Custos ocultos da posse do mobiliário: espera e depreciação.

A compra tem prazos de entrega longos se comparados à agilidade da locação. Afinal, no aluguel, os móveis estão à disposição para serem enviados imediatamente. Já na compra, há prazos que podem se estender por semanas. E mais, pode ocorrer atrasos dos fabricantes, expedição incorreta e problemas com a transportadora.

No aluguel de móveis, o prazo é apenas transporte. Havendo disponibilidade de recebimento imediato, o envio é realizado em horas. No caso da John Richard, que tem 7 unidades, logística própria e atende todo o Brasil, inclusive o transporte é rápido. Basta a contratação ser efetivada e o cliente sinalizar melhor dia e horário para a entrega e a montagem. Aqui, cabe uma dica: sempre agendar o recebimento de acordo com as regras do prédio e/ou condomínio.

Voltando ao mobiliário comprado, além de demorar para ser entregue, ele deprecia. É um processo inevitável. Logo, a posse tem o custo oculto da perda de valor. Obviamente, o móvel alugado também deprecia, mas isso não afeta a empresa optante do aluguel. Especialista em mobiliário, a John Richard fará todo o tratamento e tomará os devidos cuidados para estender a vida útil dos móveis. Além disso, o serviço garante móveis sempre adequados ao uso, atualizações e acompanhamento das tendências de design e de novos comportamentos.

Custos ocultos da posse do mobiliário: manutenção e gestão do mobiliário.

Como adiantado acima, no aluguel, manutenção é um benefício incluso. Enquanto na compra, é responsabilidade da empresa. Ao terceirizar o mobiliário, a empresa foca em seu core business e não se preocupa com a gestão dos móveis. Ou seja, substituições, remanejamentos e atualizações são facilidades embutidas no FaaS.

Agora que ficou mais do que claro os porquês de alugar ao invés de comprar, fique à vontade para conferir os móveis para locação da John Richard e evolua sua gestão.

Last modified: 14 de junho de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =