Employee Experience com foco nas novas gerações.

Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (1 Avaliações, Média: 5,00 de 5)
Loading...

Em um dos painéis do Espaço do Conhecimento, na 8ª Expo FM, foram abordadas iniciativas de Facilities focadas nos Millennials. Apesar de existirem algumas divergências sobre as idades da geração também conhecida como Y, o mais comum é a definição de nascidos entre 1980 e começo dos anos 2000. Como fica claro pelo período, são pessoas nos 20 ou 30 anos, o que já traz indícios da necessidade de atenção aos novos comportamentos da sociedade. Neste contexto, a priorização do employee experience (experiência do colaborador) é um desafio diário.

Diferente do padrão de algumas décadas atrás, os colaboradores buscam muito mais do que salário e benefícios. Cada vez mais, questões como mobilidade, flexibilidade de horário, políticas inclusivas, sustentabilidade e posicionamento do negócio são levadas em consideração na relação trabalhador e empresa. De um lado, os talentos avaliam todos esses pontos quando recebem uma oferta ou para continuarem na empresa. Do outro lado, as empresas observam diversos critérios na construção de uma atmosfera preocupada com retenção e performance. 

As dúvidas e as necessidades dos profissionais de Facilities estão evoluindo junto com as mudanças do negócio, do mercado e dos colaboradores. Especificamente sobre o time, há ainda a intersecção da atuação dos FMs com o time de Gestão de Pessoas. Um dos resultados desses processos, é a inundação de questões gerenciais importantes na rotina da Gestão de Facilidades.

  • Como atender pessoas que cresceram na Revolução Digital ou ainda os mais jovens que já nasceram conectados?
  • Como criar uma estrutura e uma cultura corporativa que acompanhe transformações?
  • Como ser uma empresa verdadeiramente inclusiva?
  • Como ter responsabilidade social e ambiental?
  • Como aproveitar a mentalidade e o gás dos mais novos para aplicar inovação e estimular disrupção?

É claro que essas perguntas são complexas e não têm resposta fácil. Porém, há um item capaz de ser contextualizada em todos os cenários: o workplace.  

Employee Experience, novas gerações e workplace.

O ambiente de trabalho precisa acompanhar as mudanças provocadas pelas novas gerações e também criar transformações. O escritório não é mais apenas o local que concentra posições nas quais o trabalho individual acontece. O workplace é tão vivo quanto o negócio e as pessoas. Compartilhamento, colaboração, cocriação, descompressão e muitas outras atividades coexistem em espaços pensados não apenas para atender às demandas, mas conscientes de que elas mudam constantemente.

Para concluir, algumas das recomendações apontadas no painel que reuniu a Vanessa Zietlow, Head of Facilities Brasil da 99, e Sabrina Espinós, Supervisora de Facilities Brasil do Mercado Livre, foram: assimilar a constância da mudança como parâmetro sempre presente na gestão focada nas novas gerações; estudar e entender comportamentos a fim de respeitar a diversidade e criar um ambiente verdadeiramente inclusivo, concentrar esforços na construção e na oferta de experiências focadas nos valores compartilhados entre a empresa e o time.

Last modified: 6 de agosto de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + catorze =