Ergonomia no Home Office – Descubra sua importância e dicas essenciais

Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Sem Avaliações)
Loading...

Entenda como a ergonomia no home office é fundamental para a saúde, bem-estar e produtividade

Apesar do home office dispensar o cansativo trajeto de casa ao escritório, muitas pessoas reclamam de dores e cansaço após um longo dia de trabalho no lar. Segundo estudo publicado na CNN Brasil, 80% das pessoas que trabalharam em casa durante a pandemia sentiram alguma dor nas costas, pescoço ou ombro.

Isso porque, enquanto as empresas investem em mesas e cadeiras próprias para o escritório, com preocupação ergonômica, no trabalho remoto o funcionário muitas vezes tem que se adaptar com o que tem, trabalhando na poltrona, na cadeira de jantar, no sofá ou até mesmo na cama.

As implicações da má postura na saúde são inúmeras, mas vão muito além disso. O aumento das dores podem causar falta de concentração no trabalho e, portanto, um rendimento profissional menor do que o esperado. Logo, a atenção tanto das empresas quanto dos colaboradores deve ser direcionada a uma estrutura adequada que garanta saúde e bem-estar. Essa é a proposta deste artigo, revelando também dicas essenciais para a implementação da ergonomia no home office. Confira abaixo!

Afinal, o que é ergonomia?

De forma geral, a Ergonomia é uma disciplina que analisa a relação humana com o seu ambiente de trabalho. Seu principal objetivo é tornar a atividade do dia a dia mais segura e confortável, de acordo com as necessidades de cada trabalhador e seguindo uma norma regulamentadora do Ministério do Trabalho, a NR 17.

Assim sendo, de modo geral, podemos exemplificar alguns procedimentos para a aplicação na prática da ergonomia no ambiente de trabalho:

  • Adequação da postura correta conforme a posição (em pé ou sentado) que está sendo realizada a atividade;
  • Ajuste de equipamentos, máquina e ferramentas ao corpo do colaborador; considerando a altura adequada, a distância, a movimentação correta para a execução da atividade (biomecânica);
  • Adequação do mobiliário, iluminação, ventilação, temperatura, sinalização e ruído dos postos de trabalho;
  • Conscientizar e treinar os colaboradores para que exerçam suas atividades utilizando técnicas ergonômicas que priorizam o bem-estar durante o trabalho.

Além de garantir a conformidade com a lei, adaptar o ambiente de trabalho com a ergonomia também previne doenças ocupacionais comuns que afetam diretamente a produtividade do colaborador e, consequentemente, da empresa.

Fatores como esforço repetitivo, ficar em pé por muito tempo e má postura  prejudicam a saúde física e mental do trabalhador resultando em infelicidade e insatisfação no emprego.

Ergonomia no home office – papel da empresa

No ambiente de trabalho remoto, não poderia ser diferente. Pelo contrário: é necessário um cuidado ainda maior para garantir que o espaço seja confortável, eficiente e produtivo.

Desde a popularização dos computadores domésticos e da internet, o trabalho remoto vem crescendo gradativamente. Ou seja, o home office já existia para muitas pessoas antes mesmo da pandemia, apesar de seus índices terem aumentado exponencialmente durante esse período.

Por ainda não haver uma definição clara das leis trabalhistas específicas para esse modelo de trabalho, o Ministério do Trabalho publicou uma nota técnica que determina que o home office deve seguir as normas do teletrabalho. Este, por sua vez, é caracterizado pela prestação de serviços realizada predominantemente fora das dependências da empresa com a utilização de ferramentas de tecnologia da informação e de comunicação.

A Lei nº 12.551/2011 diz claramente que não há distinção entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador ou no domicílio do empregado. Portanto, o home office exige os mesmos direitos trabalhistas do trabalho presencial, de acordo com essa base legal. O que inclui a responsabilidade da empresa na manutenção da saúde dos colaboradores, oferecendo estrutura e treinamento adequado.

Ergonomia no home office – papel do colaborador

O home office proporcionou mais tempo e autonomia, respeitando sempre os horários e regras da organização, para criar uma rotina flexível. Entretanto, para que o trabalho remoto seja produtivo e positivo, é fundamental preparar o espaço na casa com todos os ajustes ergonômicos.

Por isso, apesar de ser responsabilidade da empresa garantir o mobiliário e instruções adequadas, é papel do trabalhador adotar os cuidados pertinentes para que a ergonomia seja praticada no dia a dia.

Isso inclui contar com mesa e cadeira adequada, um ambiente reservado, com boa iluminação e acústica, assim como uma preocupação com a postura, altura do monitor, do assento, da posição das mãos e dos pés.

Ergonomia fala, sobretudo, de corpo. Por isso, além da estrutura que a empresa pode oferecer, o funcionário também deve estar atento aos seus hábitos a fim de cultivar sua saúde.

Ajustes ergonômicos fundamentais para o home office

Para o colaborador que trabalha remotamente em seu ambiente doméstico, é indispensável pensar em adaptações que devem evoluir para a instalação da ergonomia no home office. Veja algumas ideias que vão orientar as iniciativas nesse sentido e evitar a má postura em home office.

Espaço reservado

O ideal é definir um local específico para a execução do trabalho. De preferência, um cômodo que ofereça uma boa privacidade e isolamento acústico para evitar eventuais distrações.

Cadeira ergonômica

A cadeira adequada deve contar com ajustes e regulagem de altura do assento, braços e encosto, além de ter uma boa profundidade de assento e regulagem de inclinação do corpo. É fundamental para evitar as dores nas costas e lombar.

Mesa adequada

A altura da mesa deve ser de cerca de 70 centímetros, garantindo a postura correta. O ideal é que tenha um tamanho suficiente para adequar os materiais de trabalho como notebook, mouse, teclado, papéis e o que mais for necessário para executar o trabalho

Conforto visual

O monitor deve estar entre 45 e 70 centímetros de distância dos seus olhos e em uma altura em que a parte superior da tela esteja na mesma linha dos olhos. Para isso, é possível contar com um suporte para notebook que mantenha o aparelho alinhado com a visão.

Iluminação

Locais escuros ou com claridade excessiva devem ser evitados. A luz natural é excelente para trabalhar, mas a posição da mesa nunca deve estar perto demais das janelas. Além disso, o ideal é que a tela esteja em um ângulo perpendicular em relação a fonte de luz.

Pé no chão

A posição correta ao sentar requer a planta dos pés 100% apoiadas em uma superfície, ou seja, não é correto ficar na ponta dos pés ou ficar com os pés ‘flutuando’ no ar. Por isso, o apoio para os pés é fundamental na adequação da postura.

Mãos e punhos

Ao digitar ou usar o mouse, mantenha os punhos retos, a parte superior do braço próxima ao corpo e as mãos no nível ou ligeiramente abaixo do nível dos cotovelos. O suporte de punhos para teclado e mouse ajuda a manter o conforto durante o trabalho.

Postura

Um dos pontos mais importantes com relação a ergonomia é a atenção na postura. Evite manter-se em uma posição muito “relaxada” e cuide para que a coluna esteja ereta em todos os momentos.

Pausas

Por fim, vale ressaltar também a importância das pausas para o corpo e para o cérebro. A recomendação é fazer um intervalo de 5 a 10 minutos a cada 50 minutos de trabalho. Fazer pausa nas tarefas para levantar para alongar-se, dar uma volta e estimular o corpo é fundamental para manter uma boa saúde durante longos períodos de trabalho.

Como garantir a ergonomia no home office?

Como dissemos anteriormente, garantir o mobiliário adequado é uma das medidas mais importantes para garantir a ergonomia no home office, mas não é a única.

A empresa também é responsável por manter os colaboradores instruídos para prevenir acidentes e doenças do trabalho. Assim, mais do que a adoção do mobiliário ergonômico, desenvolver uma frequência de treinamentos remotos, faz parte do desafio atual das empresas.

Work.In da John Richard é a solução de mobiliário e ergonomia no home office que as empresas buscam, e o benefício de bem-estar que os colaboradores que estão trabalhando remotamente precisam. Além do cuidado com a ergonomia e segurança, o Work.In disponibiliza mensalmente encontros online com Fisioterapeuta para ensinar postura e técnicas de bem-estar – assegurando o ambiente adequado, assim como a instrução na utilização.

Com o Work.In as empresas tem flexibilidade em todos os momentos, desde a definição da política de trabalho remoto até movimentações estratégicas de pessoas. Os planos são exclusivos, sem quantidade mínima ou tempo determinado de assinatura, ou seja, o pagamento por assinatura é somente pelo que utilizar, garantindo o menor impacto financeiro.

A gestão dos espaços adequados de home office de toda equipe está assegurada em todos os cenários: entregas, manutenções, retiradas e investimento flexível.

Para fazer parte do #SouWorkIn e desejar #PorMaisWorkIn, você consegue montar o home office da sua equipe pagando menos de R$3 por dia, além de aumentar a produtividade, bem-estar e orgulho do seu time.

Saiba mais sobre essa solução clicando aqui ou entre em contato com nossos atendentes para garantir o benefício em sua empresa.

Last modified: 9 de novembro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + catorze =