Inovação John Richard: liberdade para mudar.

Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (1 Avaliações, Média: 3,00 de 5)
Loading...
Sempre atenta aos novos comportamentos e de olho no futuro da moradia, a especialista em mobiliário flexível lançará startup para atender o mercado residencial com foco na mobilidade das pessoas físicas.

Você já parou para pensar no futuro da moradia? A John Richard sim. A empresa especializada em soluções de mobiliário como serviço e sob demanda ampliará sua atuação em 2019 com um modelo de assinatura digital de móveis residenciais para pessoas físicas. O Projeto em desenvolvimento pela nova unidade de negócios da companhia é uma startup dedicada à novidade e que  “olhará para este público de uma forma diferente”, conta Pamela Paz, Diretora Geral da John Richard.

Com mais de 20 anos de expertise em aluguel de mobiliário, a John Richard está imersa na mentalidade de uso desde sua criação. Mantendo o perfil disruptivo, a expansão do negócio para as necessidades residenciais de um novo público faz parte da atenção da marca às demandas de uma sociedade em constante evolução. Neste sentido, Pamela pontua que “a empresa acredita que um dos principais benefícios buscados pelo consumidor atual é facilidade”. Junto a isso, a procura por soluções sustentáveis (economia circular) também é um fator decisivo na escolha de quem prioriza compartilhar ao invés de ter.

Em todo o mundo, as pessoas estão desapegando da posse e optando por serviços que entreguem o que elas precisam, enquanto isso é conveniente e necessário. Somar este comportamento ao aumento das situações de mobilidade é a equação perfeita para entender a inovação do novo serviço da John Richard. As pessoas que vivem no ritmo acelerado das transformações e mudanças querem flexibilidade e liberdade. É isso o que a John Richard irá oferecer com a assinatura digital de móveis residenciais. Camas, sofás, mesas e cadeiras que podem ser escolhidos e alugados com a simplicidade de um serviço online.

O novo modelo de moradia.

A grande parcela de brasileiros que questiona se ainda faz sentido comprar uma residência, também vive o dilema de investir em móveis que poderão não caber em um novo endereço ou não serem úteis em um estilo de vida dinâmico. Assim como as pessoas preferem alugar a casa ou o apartamento para não prenderem-se à compra de um ativo, a John Richard enxerga que há mercado para que a mesma mentalidade seja aplicada aos móveis. Dessa forma, as mudanças por trabalho, estudo ou pela simples preferência de morar em um novo bairro podem ser realizadas sem dificuldades. Afinal, na era da experiência, os serviços são contratados por conveniência e as pessoas desejam soluções que acompanhem e descomplicam a rotina.

Com vasta experiência no segmento de aluguel de móveis corporativos, a John Richard é a maior locadora de móveis do Brasil. Desde 2004, a empresa também atua no segmento residencial, mas a maioria das contratações ainda são realizadas por empresas que visam oferecer a comodidade de um lar pronto para morar para expatriados, profissionais em transferências nacionais e missões estrangeiras.

A startup usará a experiência da marca-mãe a favor do serviço, principalmente nos aspectos logísticos e na presença nacional, mas a proposta é “ampliar o catálogo com itens atentos às demandas das pessoas físicas”, destaca a Diretora. Com previsão de lançamento para os próximos meses, o novo modelo de negócio da John Richard permitirá que as pessoas tenham liberdade e facilidade para mudar, revolucionando a forma de morar.

Last modified: 3 de abril de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 4 =