John Richard na Buildings: evolução do workplace.

John Richard na mídia, Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Sem Avaliações)
Loading...

As mudanças relacionadas ao workplace estão em crescente evolução. Informação e tecnologia progridem em velocidade máxima, contribuindo para novas formas de trabalho e avanço da cultura colaborativa. Para o futuro, as expectativas são de mudanças ainda mais dinâmicas e aceleradas. Em artigo para o Blog da Buildings, Pamela Paz, Diretora Geral da John Richard, escreveu: “A reorganização para formatos maleáveis é percebida em aspectos variados, deixando claro que há uma nova cultura em formação”.

Por outro lado, alguns workplaces continuam tradicionais. Ou seja, funcionários que comparecem presencialmente, cada um com sua mesa e cadeira. Tudo separado por diretório e hierarquia. Paralelamente, trabalho remoto e modelos colaborativos são ampliados em vários cenários. Junto a exemplos como o home office regulamentado pela Reforma Trabalhista, fatores como otimização do tempo, comunicação e facilidade também motivam as mudanças. Em meio a tudo isso, transformações nos escritórios quebram paradigmas culturais e unem pessoas em espaços compartilhados e ambientes diversificados.

Um novo ambiente corporativo.

Aderir às mudanças do workplace pode significar afastar-se da imagem de seriedade, frieza e até mesmo isolamento passada por uma organização burocrática do escritório. Repensar espaços e acompanhar a evolução é promover expansão de novos métodos de trabalho. Incentivar o profissional a trabalhar de onde ele preferir, ou até mesmo, de onde ele seja mais criativo e produtivo, é uma forma de crescimento bilateral.

Aliás, isso é visível nos espaços de coworkings, que são voltados justamente para a interação e compartilhamento. Pessoas de diferentes áreas trabalham em uma mesma mesa, promovendo versatilidade e economia. Dentre todos esses aspectos abordados, não podemos deixar de ressaltar que apesar de toda a mudança relacionada ao workplace, questões fundamentais serão mantidas como o entendimento relacionado às políticas da empresa e o foco no desempenho para o projeto trabalhado. O objetivo é viabilizar e facilitar todo o processo, utilizando flexibilidade para evoluir o ambiente de trabalho.

Quer saber mais? Confira o artigo de Pamela Paz na íntegra no blog da Buildings.

 

Last modified: 20 de novembro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *