John Richard no CASE 2018: Workspaces & Mobilidade.

Todas as Publicações

O #WorkspacesbyJohnRichard, em sua 2ª participação no CASE 2018, foi a soma de ambientes de trabalho e espaços de reunião, networking e convivência mobiliados com a solução de aluguel de móveis da John Richard. O espaço também ofereceu quatro trilhas de conteúdo para os participantes do mais importante evento para startups da América Latina. A seguir, você confere as palestras e os destaques da trilha Workspaces & Mobilidade.

Os temas mobilidade, startups e nova economia são intrinsecamente conectados. Afinal, os novos comportamentos são ambiguamente origem e reflexo das soluções que transformam sistemas, serviços e processos. Além disso, falar em mobilidade e em startups remete aos gigantes do transporte compartilhado e do aluguel de residências por temporada, que começaram como startups e avançaram exponencialmente para serem empresas globais. Porém, sempre vale reforçar, mobilidade não resume-se aos deslocamentos e foi abordada no Workspaces by John Richard com olhar especial para o novo ambiente de trabalho.  

A dupla Roberta VasconcellosBeerOrCoffee – e Tiago AlvesSpaces Brasil – se apresentou junto e conversou com o público sobre o futuro do local de trabalho. A economia do compartilhamento e da experimentação, assim como os novos modelos de atuação dos negócios, estão mudando como vivemos, trabalhamos e nos relacionamentos. Logo, perceber, entender e acompanhar essa nova mentalidade é fundamental para manter-se relevante. Trabalhar home office, no coworking ou no escritório da empresa são possibilidades igualmente válidas, tudo depende da necessidade do momento presente.

Ainda sobre locais alternativos, Antônio JúniorCardume Coworking – levou sua experiência de atuação fora dos grandes polos do Sudeste e frisou o apelo do senso de comunidade dos novos modelos de trabalho. Para muito além do escritório como estrutura de mesas e cadeiras, os espaços são pensados com função estratégica de produtividade, criatividade e trocas.

As afirmações dos especialistas em coworking foram ao encontro da palestra de Luiz GustavoRP Estúdio, que falou sobre a “Previsão para o novo espaço de trabalho” sob o viés da arquitetura. Luiz afirmou que é cada vez mais comum que as demandas dos escritórios priorizem convivência e múltiplos modelos de ambientes. O arquiteto ainda falou sobre as mudanças frequentes e os espaços montados para serem flexíveis às movimentações do negócio e do mercado em geral.

Ainda na linha do compartilhamento, Paôla CarmenJohn Richard – adicionou outsourcing à conversa. Afinal, frente às demandas de mobilidade e flexibilidade, os serviços especializados são ratificados como soluções ideias. Se antes o escritório era repleto de posses, na era da mobilidade e da velocidade, a conclusão de todos os palestrantes desta trilha é de que é mais estratégico, prático e versátil quando tudo é transformado em serviço.

Para conferir as demais trilhas, escolha e clique:

 

Last modified: 11 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 5 =