Móveis por assinatura e outras 4 inovações que podem ter vindo para ficar no mundo corporativo

Todas as Publicações

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (1 Avaliações, Média: 5,00 de 5)
Loading...

Os últimos anos foram marcados por um turbilhão de mudanças e tivemos que nos adaptar e encontrar soluções, seja na tecnologia, nas relações de trabalho ou na forma de organização dos escritórios e do home office. 

O lado (muito) positivo disso foi que muitas dessas inovações fizeram sucesso e se popularizaram, de tal maneira, que já não conseguimos mais imaginar nossas vidas sem elas. Neste artigo, elencamos 5 inovações que podem ter conquistado lugar cativo nas dinâmicas das empresas de maneira definitiva.   

Zooming 

No Brasil, o termo em inglês “call” (ligação) passou a ser amplamente utilizado para designar as chamadas de vídeo. Nos EUA, a plataforma de videoconferências Zoom tornou-se tão popular que o seu nome originou um verbo, o zooming. Quando palavras novas são incorporadas ao nosso vocabulário, é porque algo transformou o cotidiano de maneira profunda. 

Não que as chamadas de vídeo sejam uma novidade tecnológica tão recente assim. Para se ter ideia, o Facetime surgiu em 2010 e o próprio Zoom, no ano seguinte. No entanto, em 2020, essa tecnologia passou a ser imprescindível não só para o trabalho, mas também para possibilitar encontros de familiares e amigos. Somente entre março e maio daquele ano, foi registrado um aumento repentino de buscas no Google de mais de 300% pelo termo “zoom”. 

O contexto provocou o movimento de as pessoas experimentarem e, com o tempo, se adaptarem a essa ferramenta. O que começou como uma necessidade do momento abriu portas para o aumento de cursos e eventos a distância e a possibilidade de empresas contratarem colaboradores de qualquer lugar do mundo. 

Parte da experiência de adaptação é conhecer seus perigos e efeitos negativos. É assim que outro termo vem se tornando cada vez mais popular, o “zoom fatigue”, ou no bom português: a “fadiga de zoom”, que está relacionada ao cansaço físico e mental provocado pelas longas reuniões via videoconferência e amplificadas pela falta de ergonomia em home offices que não contam com móveis e acessórios adequados para o trabalho em casa.

Trabalho híbrido

As relações de trabalho foram intensamente modificadas também. Uma quantidade muito grande de empresas precisou experimentar o trabalho remoto e, para muitas, esse modelo resultou em saldo positivo, tanto no que diz respeito à produtividade quanto ao bem-estar dos trabalhadores. 

Diante do sucesso, surgiu a ideia de somar, de alguma forma, as vantagens do home office com as vantagens dos encontros presenciais durante a volta ao trabalho no escritório, traduzido em um modelo de trabalho híbrido.

Flexibilidade 

 Pesquisas recentes mostram que a possibilidade de flexibilizar o trabalho entre home office e trabalho presencial é um dos principais desejos dos trabalhadores. As empresas que conseguirem implementar modelos bem organizados e produtivos de trabalho flexível sairão na frente em relação à atração e retenção de talentos.  

Para isso, muitos líderes estão buscando maneiras eficientes de adaptar seus espaços de trabalho, além de oferecer melhores condições e benefícios para o trabalho remoto, enxergando no modelo de mobiliário como serviço a solução para algumas dessas demandas.

A evolução dos benefícios 

Com o trabalho remoto, veio o desafio de repensar os benefícios oferecidos aos colaboradores. Se por um lado as empresas economizam na conta de energia, no enxugamento dos escritórios e no auxílio transporte, por outro lado é preciso oferecer aos trabalhadores em home office condições seguras e confortáveis que respeitem a legislação e as normas de saúde e ergonomia. 

Uma das soluções é o Work.in, a assinatura de móveis para home office oferecida pela John Richard. Esse benefício corporativo entrega comodidade e flexibilidade para as empresas com cadeiras, mesas e acessórios de ergonomia para seus colaboradores, com qualidade, de maneira sustentável e inteligente. 

Móveis por assinatura

A solução de móveis por assinatura é mais uma das grandes tendências que já se consolidaram. Em um momento de grande dinamicidade no mundo corporativo, com empresas precisando rever a organização dos seus espaços de trabalho, o modelo oferece condições ideais de adaptação para muitos escritórios e estações de trabalho que foram reduzidas, aumentadas ou surgiram durante esses dois últimos anos.  

Para muitas empresas, a experiência foi uma maneira de descobrir, na pratica, a economia, praticidade e flexibilidade que a assinatura de móveis para escritório oferece. Com isso, a tendência deve se manter nos próximos anos e se firmar como opção à compra de móveis

Uma nova jornada

Com os desafios recentes, todos tivemos a oportunidade de aprender, experimentar e enxergar algumas soluções que acabaram se tornando perenes. Mas quais serão as novidades que surgirão nesse novo cenário?

Nós, aqui na John Richard, estamos sempre mapeando e analisando tendências nesta frente e produzindo artigos para tentar ajudar nossos clientes, amigos e parceiros a tomarem as melhores decisões possíveis em relação aos móveis das suas operações. 

Fique de olho no nosso blog e descubra com a gente os atalhos para que a sua operação seja sempre um sucesso diante das experiências e oportunidades que virão. 

 

Last modified: 26 de janeiro de 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *